blog do Josué Moura


Estreito

Recebo de Tatiana Fagundes (Assessoria de Imprensa e Comunicação Interna Clara Comunicação - CESTE/UHE-Estreito) o seguinte release, o qual faço questão de publicar:

Obra da Usina Hidrelétrica  chega à sua primeira grande marca com a conclusão do desvio do Rio Tocantins

 

A Usina Hidrelétrica Estreito, uma das maiores obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do Governo Federal, concluiu na última semana o desvio do Rio Tocantins. O evento acontece antes do período de chuvas do final do ano, garantindo assim o cumprimento do cronograma para a entrada em operação comercial em outubro de 2010. A UHE Estreito terá capacidade instalada de 1.087 MW e está a cargo do Consórcio Estreito Energia - CESTE, formado pelas empresas GDF SUEZ, VALE, ALCOA e CAMARGO CORRÊA.

 

A barragem da Usina Hidrelétrica Estreito, que será construída no leito do rio após seu desvio, terá 480 metros de comprimento e 60 metros de altura máxima e nela serão empregados cerca de 2.2 milhões de m³ de enrocamento (maciço composto por blocos de rocha) e argila compactados.

 

O Rio Tocantins está sendo desviado por seis vãos rebaixados dos 14 que compõem o vertedouro da usina, cujas obras civis foram concluídas no tempo recorde de 10 meses. Nelas, foram utilizados 450 mil m³ de concreto, suficientes para construir seis estádios do porte do Maracanã.

 

Paralelamente aos trabalhos realizados no canteiro, ocorrem os serviços de aquisição de propriedades e remanejamento da população, além da realocação da infraestrutura na área do futuro reservatório da UHE Estreito, que engloba a construção e alteamento de pontes, relocação de linhas de transmissão, construção de estradas e atracadouros, entre outras obras.

 

A previsão é que o enchimento do reservatório seja iniciado em julho de 2010 e em outubro do mesmo ano se inicie a operação comercial do primeiro dos oito grupos turbo-geradores de energia. A UHE Estreito deve estar em pleno funcionamento até o final de 2011.

 

Durante a fase de implantação do empreendimento, estão sendo gerados cerca de 10 mil empregos diretos e 25 mil empregos indiretos, totalizando 35 mil postos de trabalho. A UHE Estreito tem priorizado a contratação da mão-de-obra local. Atualmente, 80% dos trabalhadores são dos estados do Maranhão e Tocantins.

 

Localização - A Usina de Estreito está localizada ao norte do Tocantins e sudoeste do Maranhão. O barramento estará situado entre os municípios de Palmeiras do Tocantins e Aguiarnópolis (TO) e Estreito (MA). Em Estreito, será instalada a casa de máquinas ou de força, onde se dará a geração de energia elétrica.

  

Os municípios da área de influência direta da UHE Estreito, que considera não só o local da barragem como também o respectivo reservatório, são: Carolina e Estreito, no Maranhão; Aguiarnópolis, Babaçulândia, Barra do Ouro, Darcinópolis, Filadélfia, Goiatins, Itapiratrins, Palmeirante, Palmeiras do Tocantins e Tupiratins, no estado de Tocantins, totalizando 12 municípios.

 

Números

 

- Início das obras: 15 de fevereiro de 2007

- Custo do empreendimento: cerca de R$ 3,6 bilhões

- Potência instalada da usina (capacidade nominal instalada): 1.087 MW

- Energia assegurada: 641,1 MW médios

- Área do reservatório: 440 km2, excluindo a calha do rio

- Extensão do reservatório: 290 km

- 8 unidades geradoras Kaplan, de 135,87 MW

- Barragem de enrocamento com núcleo de argila, com 480m de comprimento e altura máxima de 60m

- Data do início de enchimento do reservatório: julho de 2010

- Data do início da operação comercial da primeira turbina: outubro de 2010.

- Compensação financeira pela utilização de recursos hídricos para fins de geração de energia elétrica aos estados e municípios que terão área alagada pela formação do reservatório da UHE Estreito: cerca de R$ 20 milhões anuais.

- Recursos sobre geração de impostos sobre os investimentos em obras civis e montagem/fornecimento de equipamentos durante a construção da barragem: cerca de R$ 329 milhões.

- Recursos sobre geração de impostos após a construção da barragem: cerca de R$ 170 milhões/ano

- Localização: a 130 km da cidade de Imperatriz/MA e 513 km da cidade de Palmas/TO. Acesso ao canteiro de obras pela Rodovia Belém – Brasília.

 

Consórcio Estreito Energia – Participação no Consórcio Estreito Energia            (CESTE) – concessionária da UHE Estreito: GDF Suez Energy (40,07%), Vale (30%), Alcoa (25,49%) e Camargo Corrêa Energia (4,44%). O CESTE é detentor da concessão para uso de bem público para a construção e operação da UHE Estreito, conforme resultado do Leilão da ANEEL nº 01/2002, realizado no dia 12 de julho de 2002.

 



Escrito por Josué Moura às 17h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Nordeste, IMPERATRIZ, CENTRO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Informática e Internet, Música, Livros
MSN -
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Greenpeace
  Mulheres Fêmeas
  Portal Imperatriz
  Júpiter
  De tudo enquanto
  Repórter do Povo
  Só Cruzetas
  Fórum Karajás
  Blog do Walter Rodrigues
  Blog do Marco Franco
  Blog do John Cutrim
  Jornal Pequeno
  Prefeitura de Imperatriz - MA
Votação
  Dê uma nota para meu blog